MORTE

from by RUDOLFO

/
  •  

lyrics

( Que a luz se junte num último suspiro,
dá-me a tua mão, aceita este desafio
pousa o teu rosto no meu colo de garça
deixa o mundo, deixa essa farsa... )

Nunca deves separar o que deus mandou juntar,
Disse o padre até eu o parar de escutar,
Deixei-me ir tempo demais nesta cena de merda,
A escuridão dominou, encontrei a luz superei a perda.

( Que a luz se junte num último suspiro,
dá-me a tua mão, aceita este desafio
pousa o teu rosto no meu colo de garça
deixa o mundo, deixa essa farsa... )

Afundei-me nos vapores do álcool até ter ilusões,
Um dia vi uma loba e senti a paixão de mil corações,
Tudo aquilo que chegaste a destronar,
Inesperadamente tudo se voltou a recuperar.

( Que a luz se junte num último suspiro,
dá-me a tua mão, aceita este desafio
pousa o teu rosto no meu colo de garça
deixa o mundo, deixa essa farsa... )

[ Instrumental ]

( Substitui o oxigénio pelo enxofre
aquece os pulmões com o sabor agridoce
de volta ao útero materno
para o derradeiro repouso eterno
Cubro-te com o negro lençol
e canto-te esta de cantiga de morte
esquece o sol e o teu pranto
deixa-te ir, aceita a tua sorte
este é o teu novo recanto
deixa-te ir, aceita a tua morte )

credits

from RUDOLFO, released October 5, 2012
Written and Performed by RUDOLFO.
Lyrics co-written with Álvaro Silveira.
Guest vocals by Álvaro Silveira.
Guitar Solo by Mary.
Drums by Ricardo Martins.
Recorded and Mixed by Luís Azevedo at Soundcrate Studio.
Mastered by Ghuna X at the Environment.

tags

license

all rights reserved

about

RUDOLFO Porto, Portugal

MCMXCI - AD ETERNUM

contact / help

Contact RUDOLFO

Streaming and
Download help

Redeem code